5 tendências em marketing digital para 2019

Com o rápido avanço da tecnologia, o marketing já não é mais o mesmo. Especialmente nas ações digitais, a agilidade na gestão e análise dos dados gerados torna-se cada vez mais essencial nos negócios.  Serviços que eram inovadores caem em desuso ou são substituídos por opções mais avançadas e personalizadas. Toda essa mudança afeta diretamente a experiência do usuário. Por isso, é imprescindível manter-se informado em relação a todas as novidades que surgem no mercado.

Pensando nisso, separamos cinco tendências em marketing digital que farão sucesso em 2019. Vamos conhecê-las:

Big Data, Small Data e Business Intelligence

Essas tecnologias apresentam ferramentas que ajudam na análise de dados e na organização de estratégias de marketing. Ao utilizar o conceito de Big Data, é possível entender melhor um grande número de  informações, filtrar as mais relevantes para o negócio e utilizá-las no planejamento de campanhas, por exemplo. Esses dados podem ser retirados de redes sociais, ferramentas de CRM, relatórios financeiros, imagens, vídeos, músicas e inúmeras outras fontes.

O Small Data lida com uma quantia muito menor de informações. Essa pequena quantidade de dados estruturados (prontos para análise), pode auxiliar no momento da tomada de decisão. Além disso, o Small Data pode ser uma solução mais viável para quem ainda não possui uma estrutura ou capacidade de utilizar o Big Data. Assim, é interessante conhecer as duas opções antes de tomar qualquer escolha.

Já o Business Intelligence (BI) utiliza painéis interativos e dashboards para analisar dados coletados no Big Data ou Small Data, além de estratégias já aplicadas em tempo real, ajudando na construção de relatórios, impulsionando o acompanhamento dos resultados e proporcionando um melhor entendimento dos dados da empresa.   

É uma maneira de enxergar os planos de forma personalizada de acordo com cada cliente e cada demanda.

Através do BI é possível ter um panorama geral ou específico da gestão interna, de tendências e outros diversos pontos. Esta tecnologia fornece informações importantes para o gerenciamento do negócio.

Inteligência Artificial

A utilização de chatbots para otimizar a comunicação com os clientes cresce consideravelmente desde a chegada do Facebook. Essa proposta ajuda no impacto que os consumidores têm com as marcas, afinal de contas, todo mundo quer que suas dúvidas sejam respondidas o mais rápido possível e que a resposta seja assertiva.

Porém, os bots já fazem muito mais do que apenas responder questões. Eles ajudam na captação de dados dos clientes através de certas perguntas automatizadas, o que antes só poderia ser feito com questionários.

Além disso, os chatbots podem, inclusive, auxiliar na venda de produtos diretamente pelo site, agindo com um vendedor virtual. Este tipo de comodidade é um ponto positivo no relacionamento com consumidor, pois facilita a transação com uma interação que está sempre à disposição.

Pesquisas por Voz

As pesquisas por comandos de voz têm crescido de acordo com o aumento do uso de smartphones nos últimos anos.

Segundo a empresa de análise da internet, ComScore, até 2020, metade das pesquisas serão feitas por voz.

Por isso, é importante que o Marketing Digital já procure entender a utilização e as vantagens deste tipo de aplicação.

Com o aprimoramento da tecnologia de reconhecimento de voz, a tendência é que um maior grupo passe a fazer pesquisas desta forma, já que é muito mais conveniente, principalmente com a ajuda de assistentes operacionais presentes em diversos dispositivos. Por isso, é necessário adaptar os conteúdos e entender a linguagem do cliente e do produto.

Segundo o Google, 65% de todas as perguntas feitas por pesquisa de voz são efetuadas como se fosse uma conversa. As pessoas não estão mais perguntando “Restaurante Porto Alegre”, mas sim “Qual o melhor restaurante em Porto Alegre?

A partir dessa mudança de linguagem, é importante que as táticas de SEO levem em consideração as novas formas de pesquisa por parte do consumidor, não apenas palavras-chaves, mas o modo como ela são utilizadas.

Além disso, as pesquisas por voz têm uma ligação direta com os artifícios de Inteligência Artificial. Um dos exemplos dessa fusão é a Alexa, assistente virtual da Amazon,  que pode realizar até 33 mil tarefas, desde coisas mais simples, como ler uma notícia, até comandos mais complicados, como ligar as luzes, abrir a garagem, trancar portas etc.

Essa ainda é uma área que está em crescimento, portanto, suas possibilidades não estão bem claras.  Por isso, é necessário que as empresas busquem formas de se diferenciar, oferecendo serviços cada vez mais personalizados, entendendo a linguagem do cliente e do produto, e adaptando os conteúdos para uma conversa cada vez mais assertiva.

Influenciadores

O marketing de influência também aumentou nos últimos anos com o crescimento das redes sociais, principalmente do Instagram. Os influenciadores digitais possuem um alcance de público que outros meios não conseguem entregar, além de utilizarem o seu apelo para estimular a compra de produtos.

Este novo meio de fazer marketing embarca desde grandes investimentos com influenciadores com milhões de seguidores, até os menos famosos, mais focados em nichos – e claro, mais acessíveis. É um artifício que deve ser considerado, pois as redes sociais provam constantemente que não vão perder força.

Realidade Virtual e Aumentada

As tecnologias de realidade virtual (RV) e aumentada (AR) têm recebido maior destaque nos últimos anos, principalmente por causa do seu uso em videogames. De acordo com o grupo financeiro multinacional Goldman Sachs, essa indústria irá movimentar US$ 35 bilhões até 2025. Entretanto, sua utilização não é restrita a apenas jogos, muito pelo contrário.

Ela abriu um leque de opções para aprimorar a experiência de compra do consumidor. Tanto que grandes empresas já passaram a utilizá-la em determinadas ações.

A Volvo, por exemplo, utilizou a tecnologia para aprimorar o seu sistema de test-drive, disponibilizando o serviço de testes através dos óculos de realidade aumentada. Ou seja, é possível conhecer cada detalhe do carro sem ao menos sair de casa. Como mostra o vídeo abaixo:

Essa é apenas a ponta do iceberg em relação às tecnologias de RV e AR, e toda a sua capacidade. Por ser algo relativamente novo, é normal que certas empresas acabem se sentindo intimidadas pelo seu uso, mas é importante estar conectado nas principais estratégias para aprimorar o relacionamento com o cliente.

Poder proporcionar uma experiência nova e que simule a compra de uma forma muito mais prática, é uma excelente maneira de engajar o consumidor com a marca e os produtos oferecidos.

——————————————————————————————————————————————————————————–
E aí, gostou do conteúdo? Então fique de olho em nosso blog para mais posts sobre tecnologia, marketing, negócios e muito mais. Caso queira conhecer o nosso trabalho com marketing digital orientado a dados, acesse o site e entenda nossa metodologia.